top of page

Sistema Dactiloscópico de Vucetich

Atualizado: 6 de ago. de 2023

O sistema adotado atualmente para identificação das impressões digitais pela dactiloscopia no Brasil foi formalizado ainda no ano de 1903 e tem como seu autor Juan Vucetich Kovacevich. Nascido na região que atualmente forma a Iugoslávia, Juan se naturalizou argentino e trabalhou no setor de identificação da polícia de La Plata, em Buenos Aires. Após conhecer outros trabalhos da área, em 1891 ele inventou o seu próprio sistema de arquivamento e identificação através das impressões digitais.

Vucetich definiu a dactiloscopia como “a ciência que se propõe a identificar as pessoas, fisicamente consideradas, por meio das impressões ou reproduções físicas dos desenhos formados pelas cristas papilares das extremidades digitais”. Na prática o método divide a impressão digital em três sistemas:  basilar, marginal e central (ou nuclear). E as linhas desenhadas pela impressão se dispõem em ângulos obtusos circundando o núcleo formando o delta.

Portanto, a presença ou não do delta, e sua posição, é fundamental para o sistema do Vucetich. Ou seja, caso o desenho não apresente o delta é definido como uma impressão digital com representações de Arco. Caso o delta fique à esquerda do observador, Presilha Externa. Se ficar à direita, Presilha Interna. E no caso de apresentar dois deltas e as linhas papilares descreverem círculos concêntricos no centro da falange, Verticilo. Como nas imagens apresentadas.







No registro individual dos dedos polegares utiliza-se as letras A, para significar Arco, I, para significar Presilha Interna, E, para significar Presilha Externa, e V, para significar Verticilo. Já para o restante dos dedos utiliza-se os números 1, 2, 3 e 4, respectivamente. De forma que o sistema apresente, por exemplo, a sequência para uma mão desta maneira “V – 3432”. Nesta ordem temos primeiro a definição do Polegar, seguido pelo indicador, dedo médio, anelar e mínimo.

Para facilitar a memorização utiliza-se muito o seguinte quadro: 



O dactilograma é a impressão de um dedo e a individual dactiloscópica é a impressão registrada dos dez dedos de um indivíduo. Portanto, o conjunto dos dedos apresentaria a fórmula dactiloscópica desta maneira, por exemplo: V – 3432 / E – 1341. Aliás, fica disposto como se fosse uma fração matemática mesmo. Com a representação da mão direita, ou a SÉRIE, em cima e a da mão esquerda, ou a SEÇÃO, abaixo na “fração”. Ainda falando sobre as definições, o polegar direito é chamado de FUNDAMENTAL e o esquerdo de SUBCLASSIFICAÇÃO. Já os demais dedos da mão direita são chamados de DIVISÃO e da mão esquerda, SUBDIVISÃO.



Vucetich ainda subdividiu as impressões digitais ARCO em simples ou angulares, PRESILHAS em verticiladas, transversais ou longitudinais e VERTICILO em circular, espiral, ovoidal, sinusoso ou ganchoso. E a linhas e suas curvas da impressão digital podem ser classificadas pelas suas características como nestas imagens:


Concluindo, com base nestas características, de doze a vinte pontos iguais em duas impressões digitais identificam um indivíduo.










14.217 visualizações1 comentário
bottom of page