top of page

Propagação do fogo


As marcas que o fogo deixa são os pontos de partida para a análise do Perito Criminal em locais de incêndio. O caminho percorrido, as manchas da fumaça em paredes, entre outros sinais, nos permitem identificar desde a classificação do incêndio até à autoria e/ou motivações do início do evento. Por isso é importante conhecer as formas de movimentação do calor para entender, por exemplo, como partes que pareciam distantes do fogo puderam também entrar em combustão.


Chamas
Chamas

Neste sentido, devemos saber que os gases liberados pela reação do triângulo do fogo, que já tratamos em artigo anterior, são mais leves que o ar e por isso que o fogo se movimenta verticalmente, geralmente, de baixo para cima. Ou seja, em locais fechados o fogo se alastra até o limite do teto. No entanto, se o local sofrer influência de correntes de ar a movimentação também será horizontal no sentido do vento.

Para se propagar os fenômenos de transferência de calor conhecidos são Condução, Convecção e Radiação. O primeiro se dá pela transferência de energia térmica pelo contato entre a matéria. Em uma casa, por exemplo, o contato físico entre duas vigas pode ser vir como meio de transferência de calor entre os materiais. E a efetividade desta troca térmica depende fundamentalmente da condutividade térmica que cada tipo de material possui. Citando caso parecido, sabe-se que o metal é mais propício para a condução térmica que a madeira, por exemplo.


Mas quando o calor é transferido por meio da movimentação de líquidos, gases ou vapores resultantes da queima do combustível temos o fenômeno da Convecção. Um exemplo prático é a fumaça quente que vai se acumulando no forro de um cômodo de modo que naquela região a temperatura se eleva e pode iniciar a combustão em outro ponto, este também é conhecido como o fenômeno Rollover. Isso porque fagulhas e partículas incandescentes sobem junto com a fumaça e vão se espalhando podendo levar o fogo para regiões distantes, mesmo sem contato direto com o início do incêndio.


Incêndio florestal

A radiação, por sua vez, é a transferência de calor por meio de ondas eletromagnéticas. A luz solar é uma forma de transmissão de calor por ondas e que pode ser percebida mais facilmente. Por isso não é necessário contato direto entre a fonte de calor ou por meio de outras substâncias resultantes do fogo para que aconteça este fenômeno da transferência de calor. Outro caso de radiação pode ser observado quando dois objetos próximos tiverem temperaturas diferentes, a tendência é que busquem o equilíbrio térmico. Essa transferência sempre se dará do mais quente para o mais frio.

51 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page