top of page

Explorando as Diversas Carreiras nas Polícias Científicas do Brasil


As Polícias Científicas desempenham um papel fundamental na investigação criminal, fornecendo expertise técnica e científica para esclarecer crimes e garantir a justiça. Essas instituições são compostas por profissionais altamente especializados em diversas áreas, cada um desempenhando um papel único e essencial na resolução de casos. Vamos explorar algumas das carreiras que compõem as Polícias Científicas do Brasil.


1. Perito Criminal


Os peritos criminais são responsáveis por coletar, analisar e interpretar evidências encontradas em locais de crime. Esses profissionais têm conhecimentos em diversas disciplinas, como balística, química forense, biologia, engenharia, entre outras. Por isso os concursos públicos exigem graduações específicas para adentrar a carreira, tais como: Engenharias, Química, Física, Farmácia, Biologia, Contabilidade entre outros (Muda de estado para estado). Eles realizam exames detalhados em evidências como armas, vestígios biológicos, fibras e impressões digitais, contribuindo para a reconstrução dos eventos e identificação de suspeitos. Tendo salários iniciais médios no Brasil por volta de R$ 14 mil.




2. Perito Médico-Legal


Os peritos médico-legais são médicos especializados em determinar a causa, o momento e a circunstância da morte. Eles realizam exames necroscópicos e tanatoscópicos para identificar lesões, traumas e substâncias presentes no corpo da vítima. Esses profissionais também podem ser chamados a testemunhar em casos de homicídio, acidentes e mortes suspeitas. Ressalva a grande quantidade de exames em pessoas vivas, atestando as lesões e coletando evidencias. Tendo salários iniciais médios no Brasil por volta de R$ 14 mil.


3. Perito Odontolegista


Os peritos odontolegistas, formados em odontologia, são responsáveis por analisar dentes e arcadas dentárias para identificar vítimas em casos de desastres ou quando a identificação convencional não é possível. Eles também podem colaborar na análise de mordidas em casos criminais e acidentes. Tendo salários iniciais médios no Brasil por volta de R$ 14 mil.


4. Perito Químico


Os peritos químicos, cargo existente em alguns estados da federação, geralmente formados em química e/ou farmácia, atuam na análise de substâncias químicas encontradas em cenas de crime, como drogas ilícitas, venenos e explosivos. Eles utilizam técnicas avançadas para determinar a composição e a origem das substâncias, auxiliando na investigação de crimes relacionados a produtos químicos.


5. Perito Criminalístico


Os peritos criminalísticos, ou peritos generalistas, são profissionais com conhecimentos amplos em diferentes áreas da ciência forense. Eles atuam na análise e interpretação de evidências de maneira geral, contribuindo para a compreensão global dos eventos ocorridos em um crime. Estes profissionais são a maioria dos peritos criminais no Brasil.


7. Perito Documentoscopista


Os peritos documentoscopistas examinam documentos questionados, como escrituras, cheques e contratos, para determinar sua autenticidade e detectar possíveis falsificações. Eles utilizam técnicas de análise gráfica, tinta e papel para fornecer informações essenciais em casos criminais e litígios. São peritos criminais que se especializam na área de documentoscopia.


6. Papiloscopista


Os papiloscopistas são especializados na identificação humana por meio das impressões digitais. Eles comparam impressões digitais para estabelecer a identidade de indivíduos em cenas de crime. Além disso, também podem trabalhar na identificação por meio de palmas das mãos e solas dos pés. Tendo salários iniciais médios no Brasil por volta de R$ 6 mil.



8. Técnico em Perícia


Os técnicos em perícia desempenham um papel de apoio, auxiliando os peritos em diversas tarefas, como coleta de evidências, preparação de materiais e organização de informações. Eles são fundamentais para garantir a eficiência e a precisão das análises realizadas pelas Polícias Científicas. Podem ser técnicos em necropsia, em laboratório, em mecânica e muitos outros. Tendo salários iniciais médios no Brasil por volta de R$ 6 mil.





Finalizando, as Polícias Científicas do Brasil oferecem uma variedade de carreiras altamente especializadas, cada uma desempenhando um papel crucial na investigação criminal e na busca da verdade. Esses profissionais trabalham em equipe para reunir evidências, analisar dados e oferecer conhecimento técnico que é essencial para a justiça ser feita. Se você tem interesse na ciência forense e deseja contribuir para a resolução de crimes, explorar as diversas carreiras nas Polícias Científicas pode ser uma escolha gratificante e significativa.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page