top of page

Efeitos primários e secundários dos disparos de arma de fogo

Atualizado: 17 de mai. de 2022


Olá, pessoal. No post desta semana de nossa página falaremos sobre os efeitos primários e secundários do disparo de arma de fogo. Conforme Netto (2011, p.102):

Os tiros ao serem deflagrados, além dos projéteis, que são acompanhados de energia (cinética, calorífica, sonora etc.), também expelem chamas, fumaça, fragmentos sólidos, bem como, saem animados de alta velocidade e, nas proximidades da boca do cano, são geradas pressões devido ao deslocamento de gases. Sob tais efeitos, ao colidirem contra superfícies corporais dissipam parte de referida energia na produção dos efeitos primários, conhecidos como zonas de contusão e enxugo, que são modificações indeléveis no tecido, visíveis em quase todos os orifícios de entrada, podendo também surgir à aréola equimótica, em determinados casos.


Ou seja, os efeitos primários do disparo são zona de contusão e enxugo e aréola equimótica.

 

Contudo à medida que a extremidade do cano da arma se aproxima do alvo, além dos efeitos primários, anteriormente apresentados, agregam-se os efeitos secundários, que são gerados pela pressão dos gases, calor, chamas e resíduos do tiro, que vão caracterizar os tiros a curta distância e encostados:



 

De uma forma resumida, temos:

Efeitos Primários:

  • Zona de contusão e enxugo;

  • Aréola equimótica.

Efeitos Secundários:

  • Zona de Chamuscamento;

  • Zona de Esfumaçamento;

  • Zona de Tatuagem.

- Acesso por 1 ano

- 100% Online

- 30h certificadas

- Casos reais e com fotos

- Elaboração de Laudo Pericial

- Local de Crime

- Criminalística

- Balística Forense

- Papiloscopia

- Noções de Direito

- Penal

- Pro. Penal

- Inquérito Policial






Fonte:

Manual de Atendimento a Locais de Morte Violenta - Amilcar da Serra e Silva Netto.

#armadefogo #peritocriminal #perícia

4.222 visualizações0 comentário
bottom of page